• default color
  • blue color
  • orange color
  • green color
CPanel

Alta Beleza - Seu Mundo Fashion começa aqui!

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Dicas de Cozinha Esporte & Saúde Os Exercícios sexuais para melhor seu desempenho

Os Exercícios sexuais para melhor seu desempenho

E-mail Imprimir PDF

A maioria das mulheres nem imagina, mas existem diversos músculos relacionados ao ato sexual. Quando exercitados de forma regular, melhoram significativamente o prazer e ainda previnem diversos problemas de saúde.

 

Entenda seu corpo

Entre os ossos da bacia da mulher, existe uma região chamada cavidade pélvica. Nesta situam-se órgãos como a bexiga, útero e ovários. A base inferior desta cavidade – o assoalho pélvico – é formada por músculos e ligamentos, perfurados pelos canais da vagina, da uretra e do reto.

São os músculos do assoalho pélvico os responsáveis pela sustentação correta desses órgãos, pelo controle da eliminação de urina e fezes pelos canais, e pela pressão que sentimos na vagina durante o ato sexual.

A flacidez natural do envelhecimento, o peso carregado durante a gestação e a imensa dilatação causada pelo trabalho de parto são fatores naturais da vida mulher que contribuem para a flacidez desta região.

Situações normais que fazem pressão no interior do abdome, como tossir, rir, carregar peso, ou mesmo ficar de pé muito tempo, também vão desgastando e enfraquecendo os músculos ao longo dos anos.

Os músculos do sexo

O prazer sentido durante o ato da penetração, tanto para a mulher como para o homem, é causado pela fricção do pênis no canal vaginal. Boa parte dessa fricção vem da própria pressão interna da vagina, gerada pela contração dos músculos do assoalho pélvico que a envolvem, como já foi falado.

Assim como qualquer outro, esses músculos podem (e devem) ser exercitados para se tornarem mais firmes e fortes quando contraídos. Os exercícios ainda ajudam a melhorar a circulação sanguínea da região, provocando orgasmos mais intensos e duradouros para a mulher.

Mas somente manter o tônus muscular não basta. É importante exercitar também a identificação correta destes músculos e desenvolver sua coordenação motora. O engano com a contração de músculos dos glúteos ou das coxas é comum, pois se encontram muito próximos à pelve. Quando fazemos isso, em vez de ajudar, só vamos causar uma tensão no corpo, tornando o ato sexual desconfortável ou dolorido.

A consciência corporal ainda permite que você use esses músculos de forma consciente durante o sexo, que junto com sua criatividade podem trazer experiências ótimas para você e seu parceiro.

 

Exercícios

1. Para começar a se familiarizar com os músculos pélvicos, experimente segurar o fluxo enquanto estiver urinando. Segure-o por alguns segundos e depois solte novamente. Repita sempre que puder. Passe para o exercício 2 só depois que o exercício 1 tenha se tornado fácil demais para você. Faça enquanto dirige, assiste televisão, ou em qualquer hora do dia que ache melhor. Quanto mais você fizer, melhores serão os resultados.

2. Sentada, mantenha a postura reta e contraia a vagina durante 5 segundos. Ao mesmo tempo, concentre-se na respiração correta e não contraia o abdome, isso ajuda na coordenação correta do músculo. Faça no mínimo 5 séries.

3. Deite-se com as costas no chão, flexione as pernas e mantenha-as abertas mais ou menos na altura do seu quadril. Contraia a vagina e eleve o bumbum para cima, como se quisesse encostá-lo no umbigo. Mantenha a posição por 5 segundos. Faça no mínimo 5 séries, descansando um pouco entre elas.

 

Curta nosso Facebook


 

Política de privavidade