• default color
  • blue color
  • orange color
  • green color
CPanel

Alta Beleza - Seu Mundo Fashion começa aqui!

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Colunista Dr. Maximo Asinelli

Home Colunistas Dr. Maximo A saúde oriental na sua mesa

A saúde oriental na sua mesa

E-mail Imprimir PDF

Pratos leves, com ingredientes saudáveis, bem equilibrados e nutritivos. A comida japonesa virou moda nos últimos anos e o aumento do número de restaurantes especializados é surpreendente. Bom para os ocidentais, com a oportunidade de se aproveitar de uma alimentação saborosa e ótima para a saúde que dá aos seus criadores uma longevidade ímpar no mundo.

 

E isso não é lenda. Pesquisa do Japanese-Brazilian Diabetes Study Group (JBDSG) mostra que houve um aumento de 23% para 36% no número de nipo-brasileiros com diabetes. No Japão, são apenas 7%, de acordo com a Atlas da Federação Internacional de Diabetes. Além disso, 20% dos japoneses são obesos no Brasil e apenas 10% em seu país de origem.


Mas qual o segredo?
O principal ingrediente é o peixe. “Os melhores para esse tipo de culinária são o salmão, atum, robalo, namorado, linguado. Este alimento é rico em proteínas e ômega 3, uma gordura especial que faz bem ao coração, reduzindo o colesterol e a pressão arterial.
A soja também tem um lugar importante na gastronomia japonesa. Como a carne vermelha não costuma fazer parte das receitas, o grão a substitui com qualidade. A carne de boi é uma boa fonte de ferro, mas sua ausência na culinária japonesa não é problema, pois a soja também é rica deste nutriente e consegue suprir a demanda sem dificuldade. Além disso, ela auxilia na redução do coleterol ruim (LDL) no sangue, o que evita o acúmulo de gordura nas artérias.


O chá-verde é outra especialidade oriental que caiu no gosto dos ocidentais. Assim como o gengibre e o shitake (cogumelo muito comum nos pratos japoneses, que contém ácido glutâmico, importante para o sistema imunológico), a bebida é antioxidante e combate os radicais livres, desacelerando o envelhecimento.

 

Curta nosso Facebook


 

Política de privavidade